3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Admin em Ter Dez 06, 2016 6:15 pm

1. No início do capítulo, Bauer aponta que avaliar as características sintáticas e semânticas do corpus de texto torna possível ao pesquisador fazer inferências sobre os valores, as visões de mundo, os estereótipos etc. No entanto, em seguida ele afirma que: “A ideia, contudo, de que alguém pode inferir uma intenção particular de um comunicador ou alguma interpretação específica de um público é considerada a falácia da análise de conteúdo (...)” (p.193).
• Por que essas inferências não seriam possíveis à análise de conteúdo clássica? Você concorda com isso?
• Que outras teorias poderiam ser integradas à análise para conseguir mapear estas intenções e interpretações?

2. Ao dissertar sobre a qualidade da análise de conteúdo (p.203), Bauer sugere “bom gosto” e “valor estético” à pesquisa na definição de um sistema de categorias simples, bem definido e coerente. Em seguida, o autor elenca uma série de princípios organizadores, dentre eles a Retórica e o estudo da argumentação; além disso, afirma que “A análise de argumentação inspirou a análise de conteúdo” (p.204).
• Se noções como Logos, Ethos e Pathos são apontadas como espécies de “índices de qualidade” à análise de conteúdo, não é contraditório dizer que as inferências de intenções e interpretações (da questão anterior) são falaciosas?
• Não estaria a análise de conteúdo clássica equivocada ao conceituar seu campo de atuação apenas sobre as evidências textuais, já que questões “extra-linguísticas” também estão integradas na análise?

Admin
Admin

Mensagens : 72
Data de inscrição : 15/11/2016

Ver perfil do usuário http://metodologia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Camila Dias em Ter Dez 06, 2016 6:25 pm

Acho que a afirmação de que não é possível inferir sobre a intenção de alguém ou uma interpretação de um público pretende salvaguardar a figura do pesquisador e evitar certas generalizações. De fato, é possível apenas supor, afirmar eu já não sei, o que acontece na recepção. Os Estudos Culturais encaram essa difícil tarefa de tentar ir para o lado de lá. A partir do momento em que você estabelece uma interpretação para um público, você não estaria homogeneizando esse público?

Camila Dias

Mensagens : 29
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Jana Pazza em Ter Dez 06, 2016 6:27 pm

2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?

Jana Pazza

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por raquelandrade em Ter Dez 06, 2016 6:29 pm

Acredito que seja possível, sim, fazer inferências a partir de um texto. É o que o autor chamou de "mapas de conhecimento", justificando que "as pessoas usam a linguagem como conhecimento e autoconhecimento". Acho que o erro se dá quando essas inferências se tornam certezas.... Porque não acho possível saber exatamente o que um texto realmente traz: o que se faz é pesquisar, especular, fazer hipóteses, conjecturas... É possível fazer tudo isso de forma bem embasada, mas certezas...

raquelandrade

Mensagens : 65
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Christianne Miranda em Ter Dez 06, 2016 6:30 pm

Fico pensando que essa primeira questão nos leva de volta à principal questão da ciência de uma forma geral, e das ciências sociais e humanas, de uma forma específica, que estamos debatendo desde o início da disciplina.

Dizendo de maneira extremamente simplificada, entendo que um dos objetivos da ciência é poder fazer análises, a partir de teorias compartilhadas entre os cientistas, sobre determinados dados. Dessa forma, me parece perigoso dizer que é uma falácia tentar fazer interpretações a partir de falas de outras pessoas. De fato é fundamental tomar cuidado, é evidente que as análises realizadas em uma determinada pesquisa é uma das infinitas possibilidades de análises daquele mesmo dado, mas acredito que é importante sim considerar a possibilidade de elaborar hipóteses sobre dados coletados a partir de falas.


É interessante refletir sobre essa questão que a Camila trouxe também, sobre a tentativa de "ir para o lado de lá". Ainda assim, entendo que em alguma medida vai ser necessário criar hipóteses interpretativas do que foi dito.

Christianne Miranda

Mensagens : 23
Data de inscrição : 21/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Daiman Oliveira em Ter Dez 06, 2016 6:33 pm

Jana Pazza escreveu:2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?
Tá certa, Jana. Mas, mesmo a análise sendo restrita ao texto, é impossível não explorar questões adjacentes, como quem o produz, sobre o que fala, por que fala... Enfim, a análise de conteúdo, quando estuda questões sintáticas e semânticas, não estuda apenas o texto, mas quem o escreveu (e todas as outras questões acima).

Daiman Oliveira

Mensagens : 26
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por raquelandrade em Ter Dez 06, 2016 6:37 pm

Daiman Oliveira escreveu:
Jana Pazza escreveu:2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?
Tá certa, Jana. Mas, mesmo a análise sendo restrita ao texto, é impossível não explorar questões adjacentes, como quem o produz, sobre o que fala, por que fala... Enfim, a análise de conteúdo, quando estuda questões sintáticas e semânticas, não estuda apenas o texto, mas quem o escreveu (e todas as outras questões acima).

Minha pesquisa de mestrado está, em grande medida, nesta busca: estudar o texto mas estudar também quem escreveu o texto, as condições sócio-econômicas e culturais, em que medida este texto é um relato da sociedade, assim como as adaptações fílmicas posteriores. Pesquisar exatamente o que Daiman definiu tão bem: "é impossível não explorar questões adjacentes"

raquelandrade

Mensagens : 65
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por renanandrade em Ter Dez 06, 2016 6:37 pm

Daiman Oliveira escreveu:
Jana Pazza escreveu:2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?
Tá certa, Jana. Mas, mesmo a análise sendo restrita ao texto, é impossível não explorar questões adjacentes, como quem o produz, sobre o que fala, por que fala... Enfim, a análise de conteúdo, quando estuda questões sintáticas e semânticas, não estuda apenas o texto, mas quem o escreveu (e todas as outras questões acima).

É essa impossibilidade de não explorar questões adjacentes que dificulta o tratamento dos dados, forçando os pesquisadores a usarem corpus pequenos, o que acaba diminuindo a força das hipóteses.

renanandrade

Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por raquelandrade em Ter Dez 06, 2016 6:39 pm

renanandrade escreveu:
Daiman Oliveira escreveu:
Jana Pazza escreveu:2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?
Tá certa, Jana. Mas, mesmo a análise sendo restrita ao texto, é impossível não explorar questões adjacentes, como quem o produz, sobre o que fala, por que fala... Enfim, a análise de conteúdo, quando estuda questões sintáticas e semânticas, não estuda apenas o texto, mas quem o escreveu (e todas as outras questões acima).

É essa impossibilidade de não explorar questões adjacentes que dificulta o tratamento dos dados, forçando os pesquisadores a usarem corpus pequenos, o que acaba diminuindo a força das hipóteses.

Renan, não acho que seja impossível... É muito difícil, um trabalho árduo, mas é possível e necessário...

raquelandrade

Mensagens : 65
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Jana Pazza em Ter Dez 06, 2016 6:39 pm

raquelandrade escreveu:
Daiman Oliveira escreveu:
Jana Pazza escreveu:2 - Acho que não está equivocada, pois a análise de conteúdo é mais restrita mesmo ao texto. Quando considera a questão extra-linguística, passa a ser análise do discurso. Ou tô errada?
Tá certa, Jana. Mas, mesmo a análise sendo restrita ao texto, é impossível não explorar questões adjacentes, como quem o produz, sobre o que fala, por que fala... Enfim, a análise de conteúdo, quando estuda questões sintáticas e semânticas, não estuda apenas o texto, mas quem o escreveu (e todas as outras questões acima).

Minha pesquisa de mestrado está, em grande medida, nesta busca: estudar o texto mas estudar também quem escreveu o texto, as condições sócio-econômicas e culturais, em que medida este texto é um relato da sociedade, assim como as adaptações fílmicas posteriores. Pesquisar exatamente o que Daiman definiu tão bem: "é impossível não explorar questões adjacentes"

humm, entendi.

Jana Pazza

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Daiman Oliveira em Ter Dez 06, 2016 6:40 pm

Os dois tópicos sugeridos estão relacionados, e dizem respeito aos "limites e configurações" do que o autor chamou de análise de conteúdo clássica. Muitos dos critérios estabelecidos se propõem a fazer uma análise textual, deixando de lado questões importantes, como as condições de produção do discurso, as ideologias etc. Portanto, as tais inferências sobre intenções particulares do comunicador ou interpretação específica não entrariam nesse viés, que seria trabalhado, por exemplo, como bem disse a Jana, pelas teorias do discurso e cia ltda. Mesmo assim, isso só mostra que, se não está equivocada, a análise clássica está, no mínimo, reduzindo seus próprios resultados - numa pesquisa de abordagem qualitativa isso é bastante decisivo....

Daiman Oliveira

Mensagens : 26
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Naaman Mendes Lataliza em Ter Dez 06, 2016 6:41 pm

Camila Dias escreveu:Acho que a afirmação de que não é possível inferir sobre a intenção de alguém ou uma interpretação de um público pretende salvaguardar a figura do pesquisador e evitar certas generalizações. De fato, é possível apenas supor, afirmar eu já não sei, o que acontece na recepção. Os Estudos Culturais encaram essa difícil tarefa de tentar ir para o lado de lá. A partir do momento em que você estabelece uma interpretação para um público, você não estaria homogeneizando esse público?

Concordo quando você fala que é "possível supor". Afinal, estamos sempre no campo das suposições, não é? Tipo, o que eu acho entendi como uma intenção pode ser o que um certo grupo de pessoas também entendeu, mas não outro. Vai tudo depender dos saberes partilhados, do momento oportuno e dos padrõs socioculturais... é tudo uma perspectiva influenciada retoricamente por esses três fatores.

Naaman Mendes Lataliza

Mensagens : 21
Data de inscrição : 21/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Admin em Ter Dez 06, 2016 6:44 pm

Gente, no ar o próximo tópico...

Admin
Admin

Mensagens : 72
Data de inscrição : 15/11/2016

Ver perfil do usuário http://metodologia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por vivianevas em Ter Dez 06, 2016 6:44 pm

Eu não concordo que as inferências não sejam possíveis à análise de conteúdo clássica. Acredito que seja possível produzir inferências a partir desse tipo de texto, bem como analisa-lo para além das evidências textuais.

vivianevas

Mensagens : 17
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Camila Dias em Ter Dez 06, 2016 6:45 pm

Renan, tenho minhas dúvidas. Por que diminui a força das hipóteses? Talvez isso possa acontecer quando se busca uma hipótese alicerçada na ideia de que uma formulação só pode ser legitimada, só ganha força, quando verificada no maior número de situações possíveis. Faz sentido? Mas não poderíamos criar hipóteses a partir de um corpus reduzido?

Camila Dias

Mensagens : 29
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Jana Pazza em Ter Dez 06, 2016 6:48 pm

Daiman Oliveira escreveu:Os dois tópicos sugeridos estão relacionados, e dizem respeito aos "limites e configurações" do que o autor chamou de análise de conteúdo clássica. Muitos dos critérios estabelecidos se propõem a fazer uma análise textual, deixando de lado questões importantes, como as condições de produção do discurso, as ideologias etc. Portanto, as tais inferências sobre intenções particulares do comunicador ou interpretação específica não entrariam nesse viés, que seria trabalhado, por exemplo, como bem disse a Jana, pelas teorias do discurso e cia ltda. Mesmo assim, isso só mostra que, se não está equivocada, a análise clássica está, no mínimo, reduzindo seus próprios resultados -  numa pesquisa de abordagem qualitativa isso é bastante decisivo....


É, a impressão que eu tenho, de que a análise de conteúdo é muito restrita. Os esquemas de codificação, módulo, etc... achei um negócio meio robotizado, automático.

Jana Pazza

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por danielabraga em Ter Dez 06, 2016 6:55 pm

pensando na análise do discurso propriamente dita, penso que a ac propoe-se ir além, como disse o daiman, no sentido de discutir o texto como conjunto de códigos, passiveis de sistematizações, mas sem desconsiderar o entorno linguístico

danielabraga

Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3- Tópicos para Análise de Conteúdo Clássica

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum